(...)

"Mas eu não quero ir ter com os loucos", observou Alice.
"Não tens alternativa". Retorquiu o Gato.
"Nós aqui somos todos loucos. Eu sou louco, tu és louca".
"Como é que sabes que eu sou louca?" perguntou Alice.
"Deves ser", disse o Gato, "ou não terias vindo até aqui".

20110207

sem-titulo13 (φάντασμα)

Brinca distante
Menina pequena,
Teu sorriso fascinante
Já a ninguém lembra.

Vai, pequena,  cheia d’encanto
E corre ténue, brinca e canta
Um inocente e floreio canto
Sem qu’um som saia da tua  garganta.

Brada em vão menina absorta,
Porqu’é que ninguém te vê?
Bate em vão, porta-a-porta
Nenhuma abre e tu não sabes porque…

Não se apercebeu que s’alterou
Que já não é a mesma…
Todos são estranhos, tudo mudou
E tudo lhe parece fantasma…

Ineficazes “olás” a petiz proclama
Mas ninguém a vê ou acena,
Ela educada não reclama
E segue só, até á próxima viela.

Chama em vão menina absorta,
Porque mais ninguém te vê…
Bate em vão, porta-a-porta
Nenhuma abre e tu não sabes porque…

De paz sereno e cinzento
Jaz (há muito) no seu leito final,
Tão apodrecido quanto quieto,
Seu outrora delicado corpo jovial.

Perambula translúcida
Perant’esta multidão,
Não mais é vivida
Em nenhum coração.

Clama em vão menina morta,
Já mais ninguém te vê.
Bate em vão, porta-a-porta
Nenhuma abre e tu não sabes porque…

6 comentários:

Dysdaimonia disse...

Sim sabem, mas não quer dizer que sejam verdadeiros :P Brincadeira.
Não sou grande fan de T. des Vampires...Somente de duas ou três musicas.
Galás é poderosa!
Mas de qualquer modo continuo a não apreciar de todo :)
Não me recordo...muito sinceramente. Talvez no de outro/a conterrâneo/a (?)

Lilium disse...

Nao conhecia este ainda...Inspirador como sempre. L*

Lviz disse...

ih! arigato gozaimasu!***

ana disse...

atachi no ai, your poetry represents the groans that my hands cry. yes, because I play with them, I would like to love with them, I clean my tears with them...
we are constantly being exposed...so, there will be no problem if I give you my number... so that you can contact me, if you want...
916932353
by the way, my natural name is Ana.
sayonara, Lviz-sama!

Davi Machado disse...

bom este poema!

Lviz disse...

Bem-hajas Davi!